Al instante

Chape agradece tributo e manifesta apoio a Atlético Nacional em Mundial

Por GloboEsporte.com

El homenaje de los aficionados colombianos anoche en el estadio Atanasio Girardot de Medellín

Clube colombiano organizou emocionante tributo no horário que seria a partida

A homenagem do Atlético Nacional, na noite de última quarta-feira no estádio Atanasio Girardot, no horário que seria disputada a primeira partida da final da Sul-Americana contra a Chapecoense comoveu o Brasil, a Colômbia e o mundo. Na manhã desta quinta-feira, o clube catarinense agradeceu, através do twitter, o tributo. Além disso, aproveitou a ocasião para manifestar torcida pelo time colombiano no Mundial de Clubes, que começa no dia 8 de dezembro, no Japão. O Atlético Nacional está classificado para o torneio por ter vencido a Libertadores deste ano e estreia no próximo dia 14.

La solidaridad de los aficionados del fútbol colombiano en el homenaje a los jugadores de Chapocoense fallecidos en el accidente aéreo cuando llegaban a Medellín. Foto

La solidaridad de los aficionados del fútbol colombiano en el homenaje a los jugadores de Chapecoense fallecidos en el accidente aéreo cuando llegaban a Medellín.

 

– Uma imagem aérea do estádio Atanasio Girardot. Nossos mais sinceros agradecimentos, @nacionaloficial. Rumo ao mundial! #ForçaChape.

Chapecoense agradece homenagem do Atlético Nacional (Foto: Reprodução)

No horário marcado para o jogo contra a Chapecoense, pela primeira partida da final da Copa Sul-Americana, o Atlético Nacional preparou uma homenagem impressionante, à altura das 71 vítimas fatais do acidente do voo da LaMia. Vestidos de branco e segurando velas e celulares, cerca de 52 mil torcedores do clube colombiano lotaram o estádio Atanasio Girardot para lembrar os envolvidos. Em toda a arquibancada, o grito ecoou por diversas vezes: “Vamos, vamos, Chape”. No fim, uma chuva de flores jogadas ao gramado pelos torcedores. Nas redes sociais, brasileiros criaram hashtag #GraciasColombia para agradecer a solidariedade do Atlético Nacional.
Simultaneamente, milhares de torcedores ocuparam a Arena Condá, em Chapecó, e fizeram, junto a jogadores do clube, familiares, moradores da cidade e jornalistas de todo mundo uma comovente demonstração de compaixão, dor, tristeza e fé.

Confira o estado de saúde dos sobreviventes do voo da Chapecoense
Goleiro Follmann passará por nova cirurgia nesta quinta-feira
follmann

Destroços do acidente com avião da Chapecoense Foto: AFP PHOTO / RAUL ARBOLEDA Possível falta de combustível foi questinoda em plano de voo da Chapecoense 0
O goleiro Follmann passará por uma nova cirurgia Foto: Divulgação/Chapecoense Confira o estado de saúde dos sobreviventes do voo da Chapecoense 01/12/2016 10:55

Desde terça-feira muitos torcedores vão ao estádio para prestar uma última homenagem aos jogadores que morreram no acidente quando se dirigiam para Medellín Foto: Luiz Barp CBF agiliza pagamento de um ano de salários às famílias dos jogadores da Chapecoense 01/12/2016 10:00

Altair Zanella, um dos fundadores da Chapecoense, se emociona ao falar do time
Foto: Luiz Barp/Agência O Globo ‘Perdemos até a vontade de viver’, diz fundador da Chapecoense 01/12/2016 9:47
Um dos sobreviventes da queda do voo da Chapecoense, o goleiro Jackson Follmann passará por uma nova cirurgia nesta quinta-feira. A informação foi confirmada pelo diretor médico do Hospital São Vicente Fundación, Ferney Rodriguez. De acordo com o hospital, a cirurgia foi autorizada pelos familiares e médicos da Chapecoense.

 

Destroços do avião que levava a equipe da Chapecoense para a ColômbiaAeronáutica colombiana confirma que avião caiu sem combustível
Torcedores acenderam velas para a Chapecoense no estádio Atanasio GirardotTorcida do Atlético Nacional lota estádio em homenagem à Chapecoense
Uma cruz foi colocada na Arena Condá, em Chapecó, onde acontecerá o velório das vítimas da tragédia de MedellínChapecoense espera 100 mil torcedores em velório coletivo no estádio
Hyoran em treino da ChapecoenseChape fica com elenco reduzido após tragédia
Follmann teve uma perna amputada e permanece na UTI. Ele corria o risco de perder a outra perna. Em nota, o hospital informou que o goleiro foi “avaliado por diferentes especialistas, e dentro da avaliação foi determinada a necessidade de realizar a cirurgia, para determinar a evolução clínica de suas lesões em seus membros inferiores”. Existe a possibilidade de o jogador ter o pé esquerdo amputado.

O hospital também afirmou que o atleta apresenta uma “evolução positiva”, apesar do seu estado crítico.

Três dos seis sobreviventes da tragédia permanecem internados na clínica Somer, localizada no município de Rionegro, na Colômbia. Segundo a diretora médica da entidade, Ana Maria González, os comissários Erwin Tumiri e Ximena Suárez estão se recuperando bem dos seus ferimentos e estão sendo avaliados constantemente para saber quando poderão receber alta.

– Eles estão bastante impactados pelo que passou. No caso de Ximena, ela está com sua mãe, que veio da Bolívia – contou a médica.

Na quarta-feira, Ximena recebeu a visita do governador de Antioquia, Luís Perez. Após o encontro, o político contou que a comissária de voo disse que “as luzes se apagaram repentinamente” antes da queda do voo que iria para Medellín, onde a Chapecoense disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional. Na noite desta quarta-feira, a aeronáutica colombiana confirmou que o avião caiu porque estava sem combustível suficiente para chegar ao aeroporto.

Enquanto os tripulantes se recuperam bem, os demais sobreviventes ainda inspiram cuidados. O lateral-direito Alan Ruschel, que também está internado no hospital de Rio Negro, já passou por uma cirurgia na coluna e vem se recuperando de forma satisfatória. Os seus movimentos não estão comprometidos, de acordo com o hospital.

– Ele está movimento as extremidades sem problemas. No entanto, a sua condição é crítica e ainda é prematuro falar do resultado da cirurgia – analisou Ana Maria González.

O jornalista Rafael Henzel e o zagueiro Neto estão na Clínica San Juan de Dios, em La Ceja. Ambos tiveram uma leve evolução após passarem por cirurgia para corrigiram o severo trauma no tórax. Eles estão na UTI, sedados e respirando com o auxílio de aparelhos.

O estado de Neto é o mais grave, pois, segundo o médico, ele esteve “exposto a muitas horas em temperaturas baixas e isso gera um esfriamento do organismo”.

– Nesse momento, seu estádio é mais delicado que o de Rafael, mas os médicos são otimistas sobre a sua recuperação, ainda que possa demorar um pouco mais – afirmou Rodríguez.

Enquanto os sobreviventes lutam pela vida, as homenagens aos 71 mortos no voo não pararam no Brasil, na Colômbia e no resto do mundo. A torcida do Atlético Nacional lotou o estádio Atanásio Girardot no horário em que seria disputada a final da Copa Sul-Americana para prestar uma homenagem aos mortos. Na Arena Condá, torcedores permaneceram em vigília pelas vítimas do acidente.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/esportes/confira-estado-de-saude-dos-sobreviventes-do-voo-da-chapecoense-1-20571527#ixzz4RajWjyks
© 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Ir a la barra de herramientas